Willkommen auf den Seiten des Auswärtigen Amts

Mensagem de saudação do Ministro Federal das Relações Exteriores, Heiko Maas, por ocasião do Dia da Unidade Alemã, em 3 de outubro de 2019

Ministro Federal das Relações Externas Heiko Maas

Ministro Federal das Relações Externas Heiko Maas, © Thomas Imophotothek.net

02.10.2019 - Artigo

Poucos dias atrás, estive na mesma varanda em que há exatamente 30 anos Hans-Dietrich Genscher anunciou às centenas de cidadãos e cidadãs da RDA que se tinham refugiado na embaixada da RFA em Praga que estavam autorizadas a entrar na República Federal da Alemanha. Pouco antes, em setembro daquele ano, em uma ação sem precedentes, a Hungria havia aberto a sua fronteira com a Áustria para que dezenas de milhares de refugiados da RDA pudessem viajar para a Alemanha Ocidental. Há poucos dias celebramos também este acontecimento em Berlim, em conjunto com jovens da Hungria e da Alemanha. Ambos estes acontecimentos foram marcos importantes no caminho para a unidade alemã, pois causaram fendas profundas no Muro de Berlim, que viria a cair pouco depois. É portanto em particular graças à Hungria e à antiga Tchecoslováquia que nós alemães podemos celebrar nossa unidade há já 29 anos.

Na varanda em Praga, nas minhas conversas com testemunhas da época e nas celebrações do 30.º aniversário da abertura da fronteira húngara ficou claro que a unificação da Alemanha e da Europa se alicerçou na crença que um continente unido ofereceria a todos um melhor futuro que a luta entre sistemas. Em 1989/1990, nossos parceiros internacionais estavam confiantes que uma Alemanha unida iria construir, em conjunto com seus vizinhos, uma Europa pacífica, livre e solidária.

Estamos mais convencidos do que nunca de que uma Europa forte e unida é a melhor resposta às questões prementes de nosso tempo. Uma tal Europa é também para a Alemanha o melhor garante de paz e prosperidade. É assim particularmente importante que prossigamos nosso diálogo estreito com nossos parceiros no Leste da Europa, não obstante eventuais divergências. Pois aquilo que nos fará avançar não é o isolamento uns dos outros, mas sim o reforço da nossa comunidade. É isto que pretendemos sublinhar no âmbito da nossa Presidência do Conselho da UE em 2020 – ano em que se comemora o 30.º aniversário da Unidade Alemã.

O que aconteceu no outono de 1989 na Alemanha de Leste mostra também o poder que as pessoas têm quando vão para a rua se manifestar pacificamente em defesa de seus direitos democráticos. Poderia citar exemplos em todo o mundo onde hoje se observam fenômenos similares. Isso mostra o quanto é importante defender os valores democráticos, o respeito pelos direitos humanos e uma ordem internacional baseada em regras, particularmente tendo em conta nossas próprias experiências. Assumimos responsabilidade neste sentido em nível global em conjunto com nossos parceiros.

Para início da página